Como sair do Operacional e ir ao Estratégico?

Como sair do Operacional e ir ao Estratégico?

Como fugir do operacional? Saiba o que fazer para deixar claro qual é o seu papel como Consultor 

Essa dúvida certamente martela sua cabeça em diversos momentos: como explicar para o cliente que o operacional não faz parte da minha consultoria, do meu trabalho?

É comum os clientes contratarem um Consultor de Marketing e tentarem fazer com que esse profissional também lide com a parte operacional, ou seja, com os serviços de execução, além do Planejamento Estratégico.

Se você é Consultor, certamente, entende o que é estratégia, Planejamento Estratégico etc. Só que, na hora “H”, no momento da prática, além de elaborar todo o planejamento, também acaba por realizar o operacional, o braçal, aquilo que você descreveu de maneira detalhada para que a equipe tática executasse.

Isso acontece devido à falta de “adestramento” do cliente – essa é a palavra. Forte, eu sei…

Então, logo na primeira conversa, no início da negociação, é importante que você deixe claro o que pretende realizar, o que irá entregar. Isso, sem dúvida, vai te poupar dores de cabeça futuras. Até mesmo porque o operacional, além de ser mais facilmente executado, é um trabalho mais barato.    

Por outro lado, e de maneira um pouco mais explícita, quando se começa a entrar no quesito proposta operacional e assinatura de contrato, é fundamental que você deixe claro que o trabalho do Consultor é ligado à parte de planejamento e estratégia de marketing. Sugiro, ainda, que você liste palavras como gerenciar, orientar, dirigir, aconselhar, auxiliar na tomada de decisões etc. Indícios que, claramente, fujam do operacional.

Em outras palavras, a minha dica é: tudo o que não está descrito ou contemplado no contrato, está fora do escopo do trabalho. Simples assim.

Contudo, mesmo diante de tantas ressalvas, existem clientes que, ao se depararem com o plano tático, tentarão fazer com que os Consultores “abracem” o operacional também.

Uma terceira dica que eu te dou está relacionada a valores, horas de serviço cobradas. Com base no exemplo anterior, o que se pode fazer é apresentar ao cliente um orçamento e orientá-lo a contratar um estagiário ou mesmo um freelancer que, certamente, bem orientado pelo Planejamento Estratégico conseguiria atender a demanda de maneira muito mais rentável.

 

Gostou do tema? Espero que esse artigo tenha ajudado e te inspire a oferecer um atendimento de qualidade e sem gargalos. Caso queira compartilhar a sua opinião ou falar sobre outros assuntos, não hesite em entrar em contato comigo através dos meus perfis nas redes sociais (Linkedin, Facebook e Instagram), ou pelo meu formulário de contato no Blog. Estarei à disposição para lhe ouvir e ajudar!

Este post tem um comentário

  1. yetiskin

    When playing fantasy football, make sure that you know all the rules of your fantasy football league. Elayne Marsh Becker

Deixe uma resposta