You are currently viewing O que é Marketing – definições dos grandes papas do Marketing

O que é Marketing – definições dos grandes papas do Marketing

Será que você realmente sabe o que é Marketing? Será que, alguma vez, já parou e verdadeiramente refletiu sobre as definições de Marketing? A prática do Marketing está recheada de charlatanismo e de “conceitos” sem sentido propagados pelos ditos “Gurus”. No artigo de hoje, destrincho algumas definições importantes sobre “O que é Marketing”.

Quando alguém te pergunta “o que é Marketing?”, é provável que você se enrole, fale demais ou, talvez, foque sua resposta exclusivamente em um ou outro aspecto do Marketing (como vendas ou promoção). Apesar de soar algo trivial, é de dar risada ver o que dizem os nomes populares e as fazendas de posts. Faça um teste você mesmo. Procure no Google e no YouTube por “o que é Marketing” (assim, entre aspas mesmo). Abra os 10 primeiros resultados (exclua os ads) e leia/veja tudo, refletindo sobre o que dizem.

Você vai encontrar desde vídeos de famosos falando que “Marketing é um triângulo de três pontas” até o famoso copiar e colar, como nos exemplos abaixo:

“Marketing é a ciência e arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades de um público-alvo com geração de lucro, segundo Philip Kotler. O objetivo do Marketing é identificar desejos e gerar valor para criar relacionamentos com sua audiência.” (Rock Content, 2020)

Marketing é a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer as necessidades do mercado (…). A finalidade do marketing é criar valor e chamar a atenção do cliente, gerando relacionamentos lucrativos para ambas as partes.” (Resultados Digitais)

Marketing é a arte de explorar, criar e entregar valor para satisfazer necessidades e/ou desejos de um mercado consumidor. A finalidade do marketing é criar valor e chamar a atenção do cliente, gerando relacionamentos lucrativos para ambas as partes.” (Wikipedia em português)

Por conta da massiva propagação do conceito (em geral, total ou parcialmente explanado de forma equivocada), decidi buscar algumas das principais definições e explicar alguns trechos para você.

A seguir, trago quatro partes das definições. Você irá ler o resumo abaixo, e poderá ver o vídeo na íntegra aqui.

1- Marketing é um processo gerencial, desenvolvido para atingir objetivos pré-definidos. 

Marketing pode ser entendido como um processo de decisões, políticas e práticas que seguem um fluxo determinado pelos objetivos da empresa. O Marketing é, em essência, um meio para que a empresa atinja tais objetivos; o que, em uma empresa privada, significa lucro. 

Esmiuçando ainda mais a primeira de nossas definições, dizer que o Marketing é um processo gerencial significa dizer que as mudanças estruturais de Marketing só se concretizam se forem “de cima pra baixo”. O foco gerencial do Marketing também foi um dos motivos que levaram à criação dos 4Ps de Marketing (veja também meu post e vídeo sobre o Mix de Marketing).

Já em relação aos objetivos pré-estabelecidos, eles devem reger todas as etapas das atividades de Marketing. Naturalmente, os objetivos serão o norte e o termômetro do sucesso de qualquer campanha.

2- Marketing é atrair e manter clientes

Talvez uma das formas mais simples, corretas, completas e bonitas de se explicar o que é Marketing. Levitt, na década de 60, tratou desse assunto e, segundo ele, o Marketing não deveria se preocupar em apenas atrair mais e mais clientes (o que tende a ser o mais comum).

Manter clientes tende a ser muito mais rentável e importante para o negócio

3- Marketing se baseia nas necessidades, desejos e demandas de um grupo de clientes escolhidos.

Primeiramente, necessidades, desejos e demandas são três coisas distintas. No vídeo, falo mais sobre isso.

Focando na análise dessa terceira definição de Marketing, perceba  que “concentrar-se em certos clientes em detrimento de outros” nada mais é do que segmentação, conceito importantíssimo para o Marketing. Gosto particularmente dessa definição por conta disso – ela destaca claramente a importância da segmentação para o Marketing.

Mais uma vez, lembre-se que seus recursos sempre serão limitados. Quando você segmenta bem um grupo de clientes, você ajuda as pessoas da empresa a tomarem decisões, desde as grandes decisões até as mais cotidianas. Se as pessoas da empresa souberem quais são os segmentos mais importantes, seus esforços e recursos serão direcionados ao que realmente importa. 

4- Marketing fundamenta-se na satisfação do cliente em longo prazo 

Satisfação também é um construto que tem um significado específico para Marketing. Também falo brevemente sobre satisfação no vídeo do meu canal: “O que é Marketing“.

Quando a definição acima traz a ideia de “longo prazo”, está implícito que está se falando da importância do relacionamento com o cliente. Independente de seu mercado de atuação, sempre vale refletir sobre que tipo de relacionamento você quer com os seus clientes (e vice-versa). Lembre-se de que as duas partes devem se beneficiar mutuamente em longo prazo.

 

Bem, esse foi o resumo 😉

Assista o vídeo O que é Marketing (tá bem divertido e cheio de curiosidades interessantes!) e me diga o que você pensa sobre Marketing, bem como o que você responde quando alguém te pergunta mais sobre o conceito, sua área ou o que você faz no trabalho.


 

Acima de tudo, fica uma sugestão bem importante! Quando for estudar e ler outras definições de Marketing, faça como eu te mostro no vídeo: quebre a definição em partes e vá refletindo sobre cada pedacinho. Em muitas ocasiões você conseguirá extrair “conceitos ocultos“, ideias que estão ali refletidas, embora não explicitamente.

A História do Marketing é repleta de curiosidades, ideias, discussões e personagens importantíssimos para seu desenvolvimento como profissional, consultor ou acadêmico. Tenho vários vídeos com perspectivas históricas, mas recomendo particularmente meu conteúdo sobre Como surgiu e quem criou o Marketing.

E, por fim, a mensagem de sempre: saia da mesmice, se distancie dos gurus e estude Marketing de verdade.