O que o Consultor deve ter em seu site?

O que o Consultor deve ter em seu site?

Você certamente já sabe da importância do site na estratégia de qualquer empresa.

Também deve saber que é extremamente provável que seus prospects e clientes vão necessariamente acessar seu site em algum momento durante seu processo decisório e na jornada de compra.

Entretanto, quais são os elementos que o consultor deve ter em seu site? Quais são aqueles itens essenciais que você precisa deixar clara e facilmente acessíveis?

Como é a interação do público com o site?

Claro que essa pergunta poderia render um curso de três dias para uma resposta completa e técnica!

O que é importante salientar aqui é que, uma vez em seu site, tudo passa muito rápido na mente do usuário.

Ele irá escanear a página em busca das perguntas que tem e, em poucos segundos, irá moldar uma imagem de você/sua empresa, bem como definirá qual será a próxima ação dele no site (onde vai clicar, pra onde vai em seguida).

As decisões acontecem em segundos e outra recomendação importante é que você mantenha as informações mais relevantes (sob a ótica do cliente) na superfície do site.

Ou seja, esses conteúdos deverão ter mais destaque no menu, no primeiro scroll do site, na home page como um todo…

O que o Consultor deve ter em seu site

Em outro post, eu já falei sobre as primeiras (e talvez, principais) decisões do consultor (vídeo e post aqui):

  • Produtos – o que você vende
  • Mercado-alvo – para quem você vende
  • Diferenciais – por que comprar com você e não com o outro
  • Posicionamento – qual o lugar que você ocupa na mente do cliente – e que o diferencia dos demais

Não por mera coincidência, os elementos mais essenciais para ter no site do consultor (na percepção de prospects e clientes), estão intimamente ligados com aqueles itens estruturais que você decidiu desde o início de suas atividades de consultoria.

No vídeo, abaixo, me aprofundo sobre os quatro pontos mais relevantes para você ter em seu site, sempre de forma facilmente compreensível e acessível.

 

Por fim, tenha sempre em mente a regra máxima de Steve Krug: Não me faça pensar!. Conceba seu site como se o usuário médio fosse o Homer Simpson.

Mesmo o patriarca da família Simpson deve ser capaz de entender os pontos mais relevantes de sua comunicação no site: o que você vende, para quem vende, por que deveria comprar de você e como faz para entrar em contato.

Compartilhe:
Compartilhe:
Fechar Menu